AsiaCambojaViagem

Como visitar os templos do Camboja de bicicleta

26/09/2016 — by Alexandre0

main

AsiaCambojaViagem

Como visitar os templos do Camboja de bicicleta

26/09/2016 — by Alexandre0

O Camboja foi um dos países que estavam na lista para conhecermos antes mesmo da nossa viagem pelo mundo começar. Essa região da Ásia, que engloba Tailândia, Vietnã, Camboja e Laos, são o sonho de consumo para todos os viajantes. Infelizmente, no Camboja, visitamos apenas a cidade de Siem Reap, pois já tínhamos passagem comprada para Hong Kong, mas queremos voltar um dia com mais calma para visitar outras cidades do país.

Siem Reap

Siem Reap é a cidade mais visitada do Camboja, um lugar cheio de turistas, todos para conhecer os incríveis templos de Angkor e o mais famoso templo que, inclusive, está na bandeira do Camboja, o Angkor Wat. 

Angkor é uma região do Camboja que serviu como sede do Império Khmer, que prosperou aproximadamente entre o século IX e o século XIII. Nessa área, que se estende por cerca de 400 quilômetros quadrados, foram encontradas mais de mil ruínas de templos, variando em escala de pilhas de escombros até o imponente templo Angkor Wat, considerado o maior monumento religioso do mundo. As ruínas são consideradas como Patrimônio Mundial da UNESCO.

Como visitar os templos

self-bike

A grande maioria das pessoas visitam os templos de tuc tuc, pagando cerca de 15 dólares para conhecer 4 templos por um determinado período (tudo é cobrado em dólares na cidade, inclusive você saca dólares nos caixas eletrônicos).

Nós gostamos de passear de bicicleta e conhecer os lugares em nosso tempo (já fizemos isso nas vinícolas em Mendoza e adoramos) e, como queríamos visitar mais templos, decidimos fazer esse passeio também de bicicleta. Muitas pessoas relataram em blogs que tinham certo receio de fazer o passeio de bicicleta por causa do calor que faz na cidade, que realmente é muito intenso, mas decidimos mesmo assim arriscar e não nos arrependemos. Se você tiver disposição para uma boa pedala, com calma e tempo, não é nada difícil fazer esse passeio. No total, são cerca de 50km percorridos, mas de um templo para o outro você pedala em média 4 km. Ah! E se você seguir algumas dicas que vamos dar fica ainda mais fácil.

Passo-a-passo para ir de bicicleta

Aluguel da bicicleta

Existem várias opções para alugar bicicleta na cidade e vários preços, se pesquisar bem, encontrará bicicletas por $1 dólar igual essa aqui que alugamos:

passeio-bicicleta-camboja

Confesso que o banco era meio duro, mas levamos toalhas de rosto com medo de ficarmos muito suados e utilizamos para colocar no banco e ficar um pouco mais macio.

Se você quiser pegar o nascer do sol no templo Angkor Wat, sugiro alugar a bicicleta no final do dia anterior. Nós não optamos por ir de madrugada, fomo umas 7 da manhã.

Comes e Bebes

Outro item fundamental para o passeio é preparar alguns sanduiches para comer entre um templo e outro. A dica mais valiosa aqui é se seu quarto tiver frigobar, congele várias garrafinhas de água para levar na viagem (fizemos isso e foi muito bom, água geladíssima durante todo o passeio).

Você pode comprar comida e bebia durante o passeio, mas pagará valores de turista por isso.

SOL

Demos sorte de não pegarmos um dia muito quente, apesar de estar ensolarado, não torramos muito. Mas lembre-se de levar protetor solar.

Google maps para os templos a serem visitados

Infelizmente, devido a restrições do país, o google maps off-line não funciona (saiba mais sobre o google maps off-line aqui). Então, o que você pode fazer é salvar os pontos de interesse e ir se guinado pelo gps, mas sem traçar rota.

Começando o passeio

Mapa

Se for seguir nossa rota abaixo, fizemos o seguinte trajeto:

  • A – Saida da cidade “Siem Reap” (o ícone com a letra “A” está escondido pelo da letra “J”)
  • B – Compra de Ticket “Angkor Panorama Museum”
  • C – Angkor Wat
  • D – The Bayon
  • E – Preah Khan Temple
  • F – Krol Ko
  • G – Ta Som Temple
  • H – Prae Roup Temple
  • I – Banteay Kdei Temple
  • J – Volta pra Siem Reap

Ponto “A” para “B” (5,6 Km) Compra dos Tickets

ticket

A primeira coisa que você deve fazer é ir até o local onde é vendido o ingresso, se você não tiver comprado seu ingresso será barrado na entrada dos templos. Você compra os ingressos no ponto “B” do mapa que fiz.

É bem simples comprar o ingresso, escolha quantos dias vai querer visitar, pague, tire uma foto e ponto, ingresso na mão para visitar os templos (nós pegamos só o de um dia e pagamos cerca de $20 dólares)

Ponto “B” para “C” (7 Km) Templo Angkor Wat

angkor-wat

Comprado os tickets, fomos ao primeiro e principal templo “Angkor Wat”. Você pode parar sua bicicleta em frente ao templo, mas lembre-se de colocar correntes e cadeados (nos alertaram a fazer isso por segurança).

Ponto “C” para “D” (3,1 Km) Templo The Bayon

the-bayon

Pedalada bem tranquila até o próximo templo, The Bayon, também é possível parar na frente do templo

O Bayon foi construído quase 100 anos após a Angkor Wat. É um templo que exalam grandeza em todos os aspectos. Sua construção traz equilíbrio e harmonia. Tem mais de 2000 grandes rostos esculpidos, o que mostra o caráter majestoso do templo.

Ponto “D” para “E” (3,2 Km) Templo Preah Khan

preah-khan

Visita ao templo Preah Khan que, assim como outros a seguir, tem a natureza pura como parte da beleza. Ele foi construído de forma retangular e tem um fosso de proteção e paredes adornadas por seres divinos em pedra esculpida.

Ponto “E” para “F” (3,5 Km) Templo Jayatataka

jayatataka

Para visitar o templo Jayatataka, que fica no meio de um lago, você precisa parar a bicicleta fora e andar em uma ponte de madeira por um longo caminho até chegar ao templo.

Esse templo foi originalmente concebido como um mosteiro e hospital. Os antigos acreditavam que essas águas tinham o poder de equilibrar as energias e, assim, curar doenças. Quatro piscinas conectadas representam Água, Terra, Fogo e vento.

Ponto “F” para “G” (2,3 Km) Templo Ta Som

ta-som

Esse é um templo é relativamente pequeno em comparação com muitos outros construídos no reinado Jayavarman. Entretanto, a forma como a natureza se fez presente, sendo a estrutura coberta por uma figueira sagrada, torna esse templo uma visita inesquecível. Longe da multidão de turistas, é um ótimo passeio em que evidencia a força e beleza da natureza.

Ponto “G” para “H” (3,8 Km) Templo Prae Roup

prae-roup

Esse templo apresenta cinco torres ao longo de uma estrutura piramidal que representa a casa de Shiva, o sagrado Monte Mehru. O nome, que significa “girar o corpo”, parte de um ritual funerário antigo, o que se supõe que o local era destinado a enterros. Também é um templo com poucos turistas, o que possibilita um passeio tranquilo pela impressionante arquitetura.

Ponto “H” para “I” (3,2 Km) Templo Ta Prhom

Diferentemente da maioria dos templos de Angkor, Ta Prohm foi deixado em grande parte na mesma condição em que foi encontrado, com várias árvores que crescem a partir das ruínas. Esse é um dos templos de Angkor mais populares entre os visitantes, pela forma como está em união com a natureza e por ter sido escolhido para filmagem de Tomb Raider.

Ponto “I” para “J” (3,2 Km) Volta para Siem Reap

Agora vem a parte mais chata que é voltar para casa, porém, você voltará encantando com todos os templos que conheceu. E ainda, se tiver no pique, pode passar pelo templo Angkor Wat novamente para pegar o pôr do sol. Você pode visitar em 2 dias os templos, porém terá que comprar o ticket para mais dias.

No final do dia, após ter conhecido todos os templos desejados, você poderá desfrutar um pouco da cidade fazendo uma massagem, mais do que merecida, e tomando uma das várias cervejas do Camboja, degustando algum prato típico.


Gostou das fotos? veja alguns produtos sobre a viagem aqui.

1     camboja_aquarela   camboja_mosaico


Você Pode Gostar Também

Passeio de bicicleta pelas vinícolas de Mendoza
Viajar de ônibus noturno pela Ásia
Ilhas da Tailândia
Aula de gastronomia vietnamita
Ubud, bali Indonésia

 

De sua Pitada...

%d blogueiros gostam disto: