AustráliaOceaniaViagem

2 dias em um barco na grande barreira de corais

29/02/2016 — by Alexandre1

main

AustráliaOceaniaViagem

2 dias em um barco na grande barreira de corais

29/02/2016 — by Alexandre1

Eleita patrimônio mundial da humanidade, a grande barreira de corais é uma imensa faixa de corais próximas à costa de Queensland, na Austrália. É a maior estrutura do mundo feita apenas por organismos vivos e pode ser vista do espaço. Com sua grande quantidade de recifes e atóis de coral, a biodiversidade é enorme, o que torna um local bastante procurado por pessoas do mundo inteiro. São vários os passeios oferecidos na região, como voo de helicóptero, pesca e passeios de snorkel e mergulho de 1 a 7 dias. Nós optamos pelo passeio de 2 dias com 6 mergulhos, incluindo um noturno. (Nosso pacote saiu $500 AU por pessoa com tudo incluso, refeições e mergulhos)

A experiência de ficar hospedado em um barco (liveaboard) foi bem interessante. Primeiro nós fomos até a barreira de corais em um pequeno catamarã e depois passamos para o barco maior, onde dormimos e fizemos as refeições e os mergulhos. A estrutura do barco é muito boa, com um amplo refeitório, espaço para os equipamentos de mergulho, várias cabines para dormir e um espaço bem gostoso para observar as estrelas. Nós optamos pelo quarto compartilhado. Tinham dois beliches e um pequeno banheiro com privada, pia e chuveiro. Como o barco não estava cheio quando fomos, ficamos com a cabine só para a gente! Eles optaram por colocar cada pessoa ou casal em uma cabine diferente.

quarto
Nosso Quarto
banheiro
banheiro do quarto

Nesses dois dias, nós praticamente só comemos, mergulhamos e dormimos. Foi bem gostoso! O primeiro mergulho foi feito com um guia (dive master) que acompanha os mergulhadores e mostra o melhor percurso. Nos mergulhos seguintes, o guia não está incluso, você pode pagar 15 dólares por pessoa por mergulho, ou mergulhar apenas com seu parceiro. Nós optamos pela segunda opção.

Foi interessante mergulharmos sozinhos. No início deu um certo friozinho na barriga, um medo de nos distanciar muito do barco e não conseguir voltar. Mas conforme fomos mergulhando, o medo foi diminuindo. Sem falar que a equipe do navio tem uma boa organização para dar suporte para quem está na água. Eles anotam o horário que cada um saiu para o mar e ficam de prontidão nas duas pontas do barco para auxiliar qualquer contratempo que alguém possa ter. Claro que com guia é mais tranquilo mergulhar, mas conseguimos fazer os caminhos sugeridos por eles.

megulhos
organização dos mergulhos

Mergulhamos em 3 pontos diferentes e, em todos, a vida marinha era bem ampla. Nós vimos diversos peixes, polvos, tartarugas, águas vivas e tubarões. Pena que a visibilidade não era das melhores. Não sei se era a época do ano ou os dias que fomos, mas pegamos visibilidade de uns 12 a 15 metros. O que chamou nossa atenção foi como uma tartaruga se aproximou de nós e nos deixou passar a mão nela. (veja no vídeo).

Pontos em que mergulhamos

Programa de voluntário

Existe um programa de voluntário bem interessante: você trabalha no barco por uma semana (todo tipo de trabalho, lavar pratos, limpar banheiros…) em troca de hospedagem, alimentação e 3 mergulhos por dia. Nós só descobrimos esse programa quando já estávamos lá, mas quem sabe… se voltarmos para lá, é uma opção.

Empresas e pacotes de passeios de barco

Fechamos nosso pacote em Cairns, mas é possível fazer esses passeios em várias cidades do nordeste da Austrália e, nas cidades, existem várias lojas com diversas opções de empresas e pacotes, com serviços e preços variados. A maioria delas oferece um pacote parecido com o que fizemos: saída de Cairns em um barco menor até o barco maior que está ancorado na grande barreira de corais. A desvantagem desse modelo é que esse barco inicial (o mesmo que você utiliza para voltar à Cairns) faz parte de um passeio de um dia e, portanto, você é obrigado a fazer as paradas para as outras pessoas fazerem snorkel, o que torna o translado, principalmente de volta, bem cansativo. Outro ponto negativo é que como o barco grande recebe novos hospedes diariamente, quem vai sair no dia precisa fazer o check-out do quarto as 8h da manhã. E até o momento de ir embora, umas 14h, tivemos que ficar nas áreas comuns do barco, com todas as nossas coisas. A gente saiu para mergulhar e depois não podíamos nem tomar uma chuveirada e se trocar ou relaxar no quarto. A vantagem desse tipo de pacote é que é mais barato em comparação com aqueles em que o barco grande te pega e te traz direto de Cairns, sem entrar nem sair ninguém.

É importante também ficar atento aos pontos de mergulho oferecidos por cada agência. Dê preferência às agências que levam a pontos da grande barreira mais distantes, pois lá a vida marinha é mais preservada por não ser tão fácil o acesso para os turistas.

De Cairns, descemos pela costa até Sydney em um Motorhome, pagando apenas 1 dólar por dia saiba mas nos links abaixo.


Mais informações sobre a Australia

Informações úteis para viajar de Motorhome pela Austrália
Relocaion Motorhome
Olhar para os espaços publicos

 Ajude o Uma Pitada de Mundo!

Fechando com algum de nossos parceiros, você obterá os melhores descontos e nos ajudará a manter o blog sem nenhum adicional à sua compra.

Pesquise seu Hotel por aqui, você não pagará nada a mais por isso e ajudará o Pitada:

Booking.com

Compare os melhores preços de seguro viagem!

One comment

De sua Pitada...

%d blogueiros gostam disto: