CroáciaEuropaViagem

Plitvice Lakes o paraíso das águas na Croácia

12/07/2016 — by Alexandre2

main

CroáciaEuropaViagem

Plitvice Lakes o paraíso das águas na Croácia

12/07/2016 — by Alexandre2

A primeira vez que ouvi falar sobre Plitvice Lakes foi através de um amigo que fez essa viagem e publicou as fotos no Facebook. Quando vi as imagens, achei o lugar lindo e pensei: “Um dia ainda vou conhecer este lugar! ”. Sonho realizado e, agora, vou compartilhar a minha experiência e mostrar os encantos e todas as dicas para, quem sabe, inspirar outros  sonhos também.

Em nossas pesquisas sobre os próximos passos da nossa viagem pelo mundo, descobrimos uma forma barata de irmos até a Croácia, saindo de Veneza, que seria nossa última parada depois de passarmos um período inesquecível na Itália. Como permanecemos bastante tempo na Itália, já que ficamos três semanas ajudando uma família a montar um B&B em Girona, em troca de hospedagem e alimentação, o período permitido para ficarmos dentro dos países do tratado de Schengen estava chegando ao fim.  Então, vimos essa passagem como uma forma de conhecer a Croácia e  estender o período na Europa de forma legal, já que ela não faz parte do tratado.

mari na trilha

Plitvice Lakes é um parque nacional belíssimo com vários rios, cachoeiras, lagoas, mata virgem e várias trilhas que possibilitam a apreciação de tudo isso. A entrada do parque é cobrada e, lá dentro, tem uma ótima estrutura disponível, com trilhas e pontes de madeira beirando os rios, ônibus panorâmico e translado de barco que fazem parte de algumas trilhas, já inclusos no valor do ingresso.

Vista do rio

Tipos de trilhas

Ao entrar no parque, você encontra placas com mapas das trilhas possíveis de serem feitas, indicando a distância de cada uma e o tempo aproximado da caminhada. Existem 7 opções de trilhas para diferentes tipos de esforço. 

Mapas

Nós fizemos 3 trilhas, a E, a F e a K, que contemplaram praticamente o parque inteiro (e alguns pontos mais de uma vez). Dentre elas, a E foi a que mais nos surpreendeu pela beleza dos locais, mas é também bem cheia, já que em vários trechos coincide com outras trilhas. A K é a mais extensa, com 18km de trilha. Boa parte deste caminho é feito no meio da floresta e ele apresenta algumas boas subidas, que proporcionam belas vistas de cima dos lagos. Se você for ficar alguns dias e gosta de caminhadas, recomendo que faça a trilha K, mas, caso contrário, recomendo a E e a F, ou apenas a C, que contempla as duas em uma única trilha.

Cachoeiras Plitvive 2

Assim que iniciamos a primeira trilha, ficamos com a certeza de termos acertado na escolha do destino, pois o visual era simplesmente incrível, deslumbrante! A Mari não parava de falar “Uau, olha esse lago” “Uau, olha essa cor” “Uau…Uau” e eu também fiquei fascinado com tamanha beleza da natureza. Para onde quer que olhássemos, víamos água criando passagem em meio à mata. Eram muitas cachoeiras de vários tamanhos e uma imensidão de água.

As trilhas são bem fáceis de percorrer e, como é impossível não parar para desfrutar da paisagem com mais calma e tirar algumas fotos, não ficam cansativas. Claro que a trilha K é mais puxada, devido a distância e porque apresenta mais subidas. Não fizemos a trilha H, mas um pedaço dela cruzou com a K em um trecho com uma descida bem íngreme. No geral é tranquilo de percorrer, mas uma instrutora estava levando um grupo de idosos por ela, o que achamos uma irresponsabilidade, pois víamos a dificuldade de alguns para descer. E tem tanta trilha mais adequada para esse público. Então, se você tiver alguma dificuldade para percorrer trilhas com descidas íngremes, evite a H.

Outra dica que considero importante lembrar é de levar água e algo para comer durante a trilha. Existem duas lanchonetes no parque, mas o ideal é carregar o que vai consumir. Também é preciso ficar atento aos banheiros. Apenas na St 1, St 2 e P3 existem banheiros, portanto, se você vai fazer uma caminhada longa, vale parar nesses locais para não ficar com vontade depois, ao longo da trilha.

vista

Dicas antes da viagem

Comida

Independente se você vai fazer um bate volta ou ficar alguns dias, recomendamos que passe em um supermercado antes de ir, pois no parque e ao redor as coisas são bem mais caras. Se abasteça para todo o período que vai permanecer por lá. Compre água e algumas coisas práticas para comer durante as trilhas.

Roupas

Leve roupas e sapatos confortáveis, se você for fazer a trilha de 18km evite levar uma mochila com muito peso para não ficar cansativo. Lembre-se que você já vai levar água e comida, pois a trilha é de 6 a 8 horas de caminhada.

Tenha paciência

Se você pegar um dia de muito sol, provavelmente estará muito cheio nos principais lugares (geralmente as trilhas menores). Se você quer tirar fotos “limpas” (sem muitos turistas), espere a manada passar. Geralmente grupos de excursões passam pelas trilhas e causam um pouco de claustrofobia. Então respire, aprecie a natureza e espere eles passarem para poder tirar fotos como estas:

Como chegar

Existem várias opções para chegar aos lagos: alugar um carro, ir ônibus ou com agências de turismo. Vamos falar sobe como fomos, de ônibus. Com ele você pode fazer um bate volta ou ficar alguns dias e, então, continuar sua viagem pela Croácia.

De Ônibus

A Croácia não faz parte dos países “nobres” da Europa, consequentemente, os ônibus não têm tanta qualidade quanto os de lá. Mas não é nenhum problema viajar neles, apenas perderá alguns confortos como Wifi, banheiro e os veículos são mais velhos.

Os preços também não são tão atrativos, pagamos de Zagreb para Plitvice em torno de 8 euros e de Plitvice para Split 18 euros por pessoa, mais cerca de 1 euro por mala. Fazendo um comparativo, eles são bem caros, já que pagamos uma passagem de Veneza para Zagreb 8 euros por pessoa para uma distância de 380km em um ônibus mais confortável.

vista de cima

Onde ficar

Geralmente escolhemos opções bem baratas para nos hospedarmos e, próximo ao parque, pesquisando até encontramos um hostel onde o dono levava e buscava os hospedes ao parque todos os dias. Mas, a grande diferença desta vez, é que se você se hospedar dentro do parque, como fizemos, além do ônibus parar na frente dos hotéis, você terá o benefício de comprar 1 ticket e utilizar o mesmo ticket por todos os dias da sua estadia.

Sim, se você se hospedar em um dos 3 hotéis do parque (Jezero Hotel, Plitvice Hotel e Bellevue Hotel) e comprar o ticket de 1 dia, eles carimbam para você poder utilizar todos os dias que estiver hospedado no hotel. Foi por este motivo que ficamos 3 dias e conhecemos várias trilhas dos lagos sem se cansar muito.

cachoeira grande

Quantos dias ficar

Tudo vai depender do seu tempo de viagem, é claro. Se estiver com o tempo corrido, faça um bate volta, mas tenho certeza que ficará com gostinho de quero mais. Recomendamos ficar de 2 a 3 dias para curtir e aproveitar com calma tudo que este lindo lugar tem a oferecer.

Quando visitar e Preços

Os Preços variam de acordo com a temporada, de Janeiro até final de Março é a baixa e inverno, alguns falam que o lagos ficam bem bonitos nessa época e custa 50 kunas, Junho é meia temporada, não está tão frio e nem tão calor, e custa 110 kunas e de Julio a Agosto é alta temporada e bem quente (leve bastante água, pois você não pode entrar nos lagos para refrescar) e custa 180 kunas por dia (exceto se você se hospedar no hotel que falei acima).

Obs,: Estes preços foram que quando fizemos a viagem, então, vale visitar o site oficial do parque aqui para verificar se houve mudança nos valores. Site oficial


Ajude o Uma Pitada de Mundo!

Fechando com algum de nossos parceiros, você obterá os melhores descontos e nos ajudará a manter o blog sem nenhum adicional à sua compra.

Pesquise seu Hotel por aqui, você não pagará nada a mais por isso e ajudará o Pitada:

Booking.com

Compare os melhores preços de seguro viagem!

2 comments

De sua Pitada...

%d blogueiros gostam disto: