Viagem

Por que daremos uma volta ao mundo?

30/11/2015 — by Alexandre31

main

Viagem

Por que daremos uma volta ao mundo?

30/11/2015 — by Alexandre31

Uma Pitada de mundo
Uma taça, uma panela e uma mochila!

Uma pitada de mundo nasceu da ideia de reunir nossas histórias pelo mundo e nossas aventuras gastronômicas. Somos um casal que adora cozinhar e viajar e, sempre que possível, tentamos descobrir novos lugares e paladares. E, para dar sabor a nossa vida, nada melhor que “Uma pitada de Mundo”

Sobre a viagem

Vamos tirar um período sabático, já compramos a passagem, somente de ida, para o Japão, que será nosso primeiro destino. Além da viagem e dos locais que iremos visitar, queremos conhecer a culinária local de uma forma um pouco diferente, buscaremos nos mercados locais de cada cidade, ingredientes e bebidas da região para cozinharmos e sentirmos melhor o clima do lugar.

O que a volta ao mundo represente para nós:

Volta ao Mundo para o Alê

Sempre tive a vontade de dar a volta ao mundo. A princípio, meu objetivo maior de vida é dar a volta ao mundo em um catamarã, porém, é um objetivo de longo prazo (para aposentadoria). Em paralelo, sempre que podemos, fazemos uma viagem tentando alinhar um orçamento que nos atenda a um destino que nos agrade (futuramente eu faço um post sobre como fazer isto). Com planejamento, é possível alcançar todos os objetivos, foi assim que fizemos nossa lua de mel para polinésia francesa (em breve falo sobre ela).

Para mim, desde a primeira viagem que fizemos, a vontade de conhecer novos destinos, culturas e gastronomia só foi aumentando. Já viajamos para muitos lugares da América do Sul de forma econômica (Peru, Argentina, Chile, Colômbia) e, conforme nossa condição foi melhorando, conseguimos fazer viagens para o Caribe e Europa (França, Amsterdã).

Fora isto, há um desejo maior de sair da realidade em que vivo (rotinas, horários, compromissos), e refletir sobre o rumo que estou seguindo na vida. Ao mesmo tempo, tentar saber como eu viveria em um ambiente diferente, tendo a possibilidade de absorver o melhor de todos os lugares que vamos conhecer e, assim, buscar um maior conhecimento sobre o mundo em que vivemos.

Pra mim, esta experiencia vale mais que qualquer dinheiro no mundo. Muitas pessoas me falam: “Nossa que coragem, largar tudo!”. Não tenho medo disso, eu tinha medo é do tempo passar e eu nunca tomar essa atitude na vida.

Onde tudo começou…

Certo dia, compramos um bilhete de loteria ao lado do supermercado que havíamos feito as compras da semana. Na volta, enquanto sonhávamos com o prêmio milionário, surge o seguinte diálogo:

Eu – Amor, se nós ganhássemos na Mega Sena, você pararia de trabalhar um ano para dar a volta ao mundo comigo?
Mari – Se nós ganhássemos na Mega Sena sim, claro.
Eu – E se nós não ganharmos?
Mari – Ai nós vamos continuar trabalhando, como sempre.
Eu – Mas será que não conseguimos fazer mesmo sem ganhar?
Mari – Claro que não, não temos dinheiro para parar de trabalhar e viajar por um ano.
Eu – mas e se nos organizarmos?
Ela olha para mim, já batendo uma “crise dos 30 anos” e fala...
Mari – Será que daria?

E, ao fazermos umas contas no jantar, já empolgados pelo vinho, acreditamos que daria para se planejar e tirar um período sabático antes que nossos 7 futuros filhos resolvam aparecer (né Mari?).

Nesse exato momento comecei a pesquisar todas as possibilidades possíveis para conseguir a passagem mais barata e mais distante para ser nosso primeiro destino (claro que teria que ser um pais que queríamos conhecer). Até que achei o nosso primeiro destino, o Japão! Estava com uma passagem super barata devido a uma promoção da companhia aérea Ethiopian Airlines, que havia inaugurado este novo destino!

Com a passagem comprada, começamos a pesquisar todas as informações necessárias para darmos a volta ao mundo (em breve falamos sobre cada tema).

Volta ao Mundo para a Mari

Casa: residência, lugar de morada. Para mim, minha casa é minha família, meus amigos, meu trabalho, meus estudos, meus sonhos, minhas realizações, meu porto seguro… Minha felicidade, minha rotina… Lugar de encontro, de troca, de aprendizagem… Lugar de paz, de amor, de companheirismo, de amizade, de afeto, de intimidade, de conforto.

Em um primeiro momento, pensar em uma viagem de mochileiro pelo mundo, significa ficar longe da minha casa, com tudo o que ela representa. Ai que medo, que frio na barriga!

Desde pequena, escuto meus amigos dizerem que têm como maior sonho viajar o mundo inteiro. Esse nunca foi meu sonho! Nessa época, almejava tirar “tudo A” no boletim. Este sonho logo passou, ainda bem, mas surgiram outros: ter bons amigos, encontrar alguém bacana para compartilhar a minha vida, casar, ter filhos, criar uma família unida e com valores assegurados, desenvolver um bom trabalho que afetasse positivamente a vida de outras pessoas… Enfim, muitos sonhos e, dentre eles, viajar. Viajar bastante, nas férias, para conhecer muito lugares diferentes. Mas nas férias. Com data de ida e volta, garantidas na passagem! Enfim, viver uma vida “normal” e ser feliz nos moldes de uma propaganda de margarina. Mas… Viajar sem rumo, sem datas, sem saber o que me espera… Isso nunca passou pela minha cabeça.

Já para meu marido, sempre foi diferente. Um sonho de longa data. Vontade de estudar e morar fora, de desbravar o mundo. Sonho de se aposentar e dar a volta ao mundo em um veleiro. Nesse ponto, somos muito diferentes. Mas em certo momento da minha vida, essa viagem fez sentido. Esse ano eu parei um pouco para olhar para mim e tentar entender minhas atitudes, minhas escolhas, refletir sobre minha atuação no trabalho e o lugar que ele ocupa na minha vida. A gente brinca que estou vivendo a crise dos 30. Não sei se estou, o que importa é que, pela primeira vez, o sonho do Alê ecoou em mim e eu tive muita vontade de ir.

E nesse impulso, sem querer pensar muito para não desistir (é, sou um pouco medrosa mesmo), fizemos acontecer. Fizemos muitas contas, economias, planejamentos e, no dia dos namorados, após uma garrafa de vinho, decidimos dar o primeiro passo e comprar nossa primeira passagem.

Claro que o Alê, esperto como é, já tinha feito muitas pesquisas e sabia exatamente o melhor destino, onde comprar e a melhor data. Só estava esperando a situação mais adequada para eu não desistir. Foi assim que terminamos a noite com nossas passagens, só de ida, para o Japão. Nossa, que bebedeira!

Agora, vou à busca da minha casa pelo mundo. Lugares distintos e distantes que se conectarão comigo. Lugares, pessoas, culturas, climas, histórias… Que vão possibilitar eu me conhecer profundamente e vão me ajudar a repensar e entender a minha morada nessa vida. Carrego comigo uma bagagem de experiências vividas intensamente e o sonho de construir pelo mundo significados tão fortes como os que encontro hoje em minha casa.


Acreditamos que esse período sabático nos proporcionará muitas histórias e reflexões. Queremos compartilhar as nossas experiências e esse sentimento de busca pela liberdade e pelo autoconhecimento que todos têm dentro de si.

Então! Bora dar a volta ao mundo com a gente?

31 comments

  • Fernando

    30/11/2015 at 22:42

    Bora!
    Não vejo a hora do primeiro post.

    Reply

    • Ale & Mari

      01/12/2015 at 16:51

      Nós também não vemos a hora!
      Abraços.

      Reply

  • Ana Julia

    30/11/2015 at 23:05

    Adorei os textos! Estamos ansiosos por todas as histórias e fotos.
    A Alana vai ficar craque no skype e vai morrer de saudades! 😉☺😘

    Reply

    • Ale & Mari

      01/12/2015 at 16:52

      Quero ver minha afilhada varias vezes durante a viagem viu, já cria uma conta no skype pra ela kkkk.

      Reply

  • Adriana Leite

    30/11/2015 at 23:19

    Parabéns, vamos aguardar os posts sobre a Itália😉💚❤

    Reply

    • Ale & Mari

      01/12/2015 at 16:53

      Obrigado, a Itália deve ser linda, não vejo a hora!

      Reply

  • Rubens

    01/12/2015 at 05:59

    Estamos juntos nesta viagem!

    Reply

  • Jeff Costa

    01/12/2015 at 09:19

    Nossa que atitude sensacional, vou viajar junto com vocês por aqui 😉

    Reply

    • Ale & Mari

      01/12/2015 at 16:54

      Obrigado Jeff!
      Espero aprender 1% do seu olhar fotográfico e tirar boas fotos pela viagem!

      Reply

  • Maria Elizabeth Pereira

    01/12/2015 at 09:46

    Vou acompanhar a aventura com certeza!!!! Sucesso!!!!👏👏👏👏

    Reply

  • Mônica

    01/12/2015 at 11:46

    Sensacional! Com certeza vou acompanhar tudo. Já estou curiosa pelas histórias que virão. Boa sorte na jornada de vcs!

    Reply

    • Ale & Mari

      01/12/2015 at 17:04

      Obrigado, Nós também não vemos a hora! Abraços.

      Reply

  • Edi

    01/12/2015 at 20:43

    Sentada na ponta da cadeira de ansiedade pelo está por vir 🙂

    Reply

  • Ju Grillo

    01/12/2015 at 21:37

    Aí sim!!
    Estou louca para acompanhar vocês nessa viagem!!
    Obs: vocês são mesmo corajosos! Rsrs
    Beijos!!

    Reply

    • Ale & Mari

      01/12/2015 at 21:45

      Oi Ju! Obrigado por nos acompanhar!
      Realmente da um certo frio na barriga, mas nossa reflexão foi assim: “Se não fizermos isso agora, não faremos nunca mais!”. Então decidimos arriscar!
      Abraços.

      Reply

  • Bruno Azevedo dos Santos

    02/12/2015 at 01:13

    Com certeza será uma experiência fenomenal!
    Vou acompanhar todas as publicações, na expectativa das fotos e histórias haha
    Parabéns pela iniciativa e que a viagem seja nota 1000…
    Beijão ao casal…

    Reply

  • Julio Dória Isnard

    02/12/2015 at 16:19

    Já estou viajando na viagem. E tenho certeza que será uma aventura maravilhosa na vida de vocês. Boa sorte! Bora lá!

    Reply

  • Alex Sprindys

    07/12/2015 at 20:10

    PARABENS ! Ale & Mari Quero acompanhá-los nesta viagem !
    Quando tinha a sua idade,tive a oportunidade de durante dois anos conhecer varios Paises
    (Alemanhã,Suiça,Italia,Yuguslavia (antiga),Tchecoslovaquia,Lischenstai,França,Hollanda,Belgica foi uma maravilha,conhecer
    a Cultura,Gastronomia,etc…..Quase 40 anos se passaram,nada foi esquecido.Parabens,
    mais uma vêz pela iniciativa que tiveram e não deixem escapar nada rs,rs,rs
    Forte abraço!
    Alex Sprindys

    Reply

    • Ale & Mari

      08/12/2015 at 22:26

      Obrigado Alex! Realmente viajar é alimento para nossa alma!
      Abraços.

      Reply

  • Mayara

    08/12/2015 at 08:13

    Aiiii que vontade de ir tbm.. 😜 sempre achei um maximo essa ideia de ir viajar sem destino.. Vcs são muito corajosos e um dia farei isso tbm .. Mas por enquanto vou ficar aqui acompanhando vcs… Bjos ao casal 👏

    Reply

    • Ale & Mari

      08/12/2015 at 22:28

      Mayara, espero poder encorajar você ao longo da nossa viagem!
      Abraços.

      Reply

  • Seixas

    08/12/2015 at 22:18

    Parabéns filhos,vocês acabam realizando vários nossos sonhos de aventura, conte conosco. vamos encontra los em algum lugar do mundo. abraços

    Reply

    • Ale & Mari

      08/12/2015 at 22:34

      Obrigado pai, só tenho a agradecer a vocês por nos apoiarem! Esperamos por vocês! Abraços.

      Reply

  • Teo Yamasaki

    09/12/2015 at 22:03

    Olá!

    Bela história, só esse início já me deixou com “gostinho de quero mais”.

    A propósito, moro no Japão a anos, se precisarem de algo, entrem em contato, quem sabe eu possa ajudar de alguma forma!

    Boa Viagem e até breve!

    Reply

  • Neci Soares

    17/12/2015 at 00:40

    Boa viagem! Com certeza acompanharei as viagens, histórias e sabores compartilhados por vocês!

    Reply

  • Roberta Aiex

    12/01/2016 at 07:34

    Que máximo, Mari! Boa sorte pra vcs! Experiência incrível, vou acompanhar vcs!

    Reply

  • Pingback: Dicas de como viajar barato pelo Sri Lanka | Viagem Livre

  • Pingback: Dicas de como viajar barato pelo Sri Lanka | Mídia Turis

De sua Pitada...

%d blogueiros gostam disto: