AsiaDicasViagem

Viajar de ônibus noturno pela Ásia

18/09/2016 — by Mariana Isnard Carneiro2

main

AsiaDicasViagem

Viajar de ônibus noturno pela Ásia

18/09/2016 — by Mariana Isnard Carneiro2

O sudeste asiático tem muitas cidades e países interessantes e é comum para quem viaja tantas horas até aqui querer englobar mais de um local em uma mesma viagem e, com certeza, o orçamento é uma parte importantes de quem vem para essas bandas.

Ônibus Laos para o Veitnã

Nós estivemos duas vezes na região em nossa viagem pelo mundo. Na primeira vez, nós conhecemos o sul da Tailândia, Singapura, Indonésia e Malásia. Dentro da Tailândia, nós utilizamos algumas vezes nigth bus e até  sleep boat, mas dessa primeira vez, não saímos dos países por via terrestre, pois achávamos que precisaríamos ter a passagem de saída de cada país. Acabamos comprando passagens de avião para se deslocar entre os países, o que elevou nossos gastos e, com certeza, não foi necessário. Mas é assim… vivendo e aprendendo. Ou melhor, viajando e aprendendo. Também existe a possibilidade de viajar de trem, inclusive com cama para dormir, mas é uma opção mais cara que o ônibus.

Bangkok para Koh Samui

Da segunda vez que estivemos no sudeste asiático, já mais “macacos velhos”, optamos por fazer o trajeto do norte da Tailândia, Laos, Vietnam e Camboja de ônibus. Os ônibus daqui e o tipo de viagem, são bem diferentes dos que pegamos na Europa e têm suas vantagens e desvantagens em relação a eles.

9 Vantagens de viajar de ônibus pela Europa

Os ônibus noturnos da Ásia, diferente dos da Europa, são realmente sleep bus, uns melhores, outros adaptados, mas todos com o foco em deitar o máximo possível e dormir. Pegamos vários tipos de ônibus, no primeiro o assento era uma cama completamente na horizontal, cuja vantagem era que cada “cama” era para duas pessoas. Se você viaja acompanhado, ok, caso contrário é um pouco mais chato. As camas também não são tipo hotel, claro, e o Alê sofreu um pouco, pois faltou muito para que ele pudesse deitar e esticar as pernas. Outra desvantagem era que o ônibus tinha altura normal, mas as camas eram tipo beliche, portanto, não tinha espaço suficiente para sentar, a gente ficava deitado, ou todo torto.

img_20160809_175808218

O segundo tipo de ônibus que pegamos era com poltronas juntas de dois em dois, também em dois andares. A vantagem desse, era que o assento inclinava bem. A desvantagem era que só ficava inclinado, também não tinha altura para sentar (e nem espaço para o Alê esticar as pernas). O terceiro tipo de ônibus que pegamos era com poltronas individuais, três fileiras delas, também de dois andares. A vantagem dessa era que a poltrona (quando não estava quebrada) sentava e inclinava, pois o ônibus era um pouco mais alto que o comum e possibilitava uma altura melhor para sentar. A desvantagem desse era que as poltronas eram um pouco justas e não possibilitavam nem que eu esticasse as pernas.

Laos para Vietnã

Todos os ônibus tinham cobertores e alguns ofereciam garrafinha d’água e wi-fi, mas foi difícil encontrar um que funcionava direito. Para entrar nos ônibus era preciso tirar os sapatos, para manter o local mais limpo, e coloca-los em uma sacolinha que ficava com a gente. Alguns ônibus tinham até o chão acolchoado. Em alguns países e companhias o assento era marcado no bilhete e em outros, como no Vietnam, os funcionários que diziam onde devíamos sentar e sempre deixavam os piores lugares para os turistas (os lugares de cima, ou aqueles perto do banheiro).

Pegamos diversos ônibus em vários dos trechos da nossa viagem e a maioria deles não tinham banheiro. Inclusive algumas companhias dizem que tem no momento da venda, mas não tem. Quando questionados, dizem que fazem paradas a cada meia hora, o que não é bem verdade. Algumas vezes eles fizeram mais paradas e, quando possível em estabelecimentos com banheiro, mas geralmente as paradas eram escassas e aconteciam no meio da estrada e cada um que encontrasse um cantinho para si. A dica para as mulheres é se desapegar, relaxar e, assim que pararem o ônibus, sair logo para fazer xixi, pois algumas vezes os motoristas são bem mal-humorados e fazem paradas muito rápidas e, se você pensar duas vezes, perdeu a chance. Leve com você papel higiênico, procure uma árvore para ficar mais protegida e seja feliz. Confesso que a minha preocupação em relação a essas viagens era o banheiro… ou a falta dele, mas superei esse receio rapidinho e tudo deu certo.

sleep boat Tailândia

Viajar de noite não oferece uma bela vista do entorno por causa da escuridão, mas com certeza o céu, longe das luzes da cidade, fará sua parte lindamente. Só não pense que vai desfrutar das estrelas com o silêncio que elas pedem. A buzina na Ásia é um item indispensável no veículo e, com certeza, mais usado que o freio. No início eu levei alguns sustos com a quantidade delas e, principalmente, a intensidade de algumas, mas aos poucos, entrei no clima e abstraí o som.

As estradas costumam ter bastante curvas e geralmente os motoristas não dirigem muito rápido. Pelo contrário, a maioria desses ônibus também funcionam como serviço de entrega, tipo os correios e, portanto, ficam parando a viagem inteira para fazer as entregas, o que torna a viagem beeem longa. O ideal é ter como referência o horário de chegada que foi informado no momento da compra (que geralmente é respeitado) e tentar se desligar do restante. Tarefa fácil para o Alê, que dorme boa parte da viagem. Já para mim, um desafio e tanto, pois todas as vezes que abriam o bagageiro eu ficava preocupada se nossas malas continuavam lá (preocupação inútil, já que eu não conseguia ver nada lá forma e só iria saber dela quando chegasse ao destino).

Entre cidades Vietnã

Aliás, é bem seguro viajar de ônibus no sudeste asiático. Nós não tivemos nenhum problema e nem escutamos alguém que tenha tido. O maior problema a enfrentar pode ser o ônibus quebrar, que aliás, é bem comum. Geralmente os próprios motoristas conseguem resolver o problema com alguma gambiarra, como quando um deles amarrou a correia com arame para voltar a funcionar, mas algumas vezes não é possível e então é preciso ficar um bom tempo esperando chegar outro ônibus para continuar a viagem. Isso aconteceu duas vezes com a gente em uma mesma viagem dentro da Tailândia e tornou a viagem ainda mais cansativa.

Dicas

Visto

Para viajar entre países é importante verificar se o destino necessita de visto e como precisa ser tirado. Alguns países, como Laos, é possível solicitar o visto na fronteira, na hora. Outros, como o Vietnam, por exemplo, é preciso tirar o visto antes de chegar à fronteira.

Comida

A maioria dos ônibus fazem parada em algum lugar que oferece refeição local para comprar. Entretanto, já pegamos ônibus de 18 horas no final da tarde que só fez essa parada no almoço do dia seguinte. É sempre bom ir preparado com um sanduíches, lanches e água para garantir. Além, é claro, que os preços para turista geralmente são diferenciados por aqui.

Onde comprar a passagem

Várias agências de turismo e sites oferecem passagem de ônibus, mas, se possível, procure comprar direto na companhia de ônibus que costuma ser mais barato.

Enfim…

Viajar de ônibus pelo sudeste asiático pode não ser o mais rápido ou o mais confortável, mas com certeza o preço vale a pena e possibilita que se conheça várias regiões em uma única viagem.

E você, o que acha da experiência de viajar de ônibus para conhecer mais de um destino? Deixe sua pitada abaixo.


Conheça nossa loja com produtos das fotos que tiramos pelo mundo aqui.


Outros textos relacionados 

9 Vantagens de viajar de ônibus pela Europa
Ilhas da Tailândia
Ilhas Gili Indonésia

 

2 comments

  • Alex Figueiredo

    31/10/2016 at 15:44

    Muito boa suas dicas. Uma pergunta: vcs compraram uas passagens internas ja estando la ou ja sairam daqui do Brasil com tudo comprado? Eu preferia ir comprando por la pq nao to com muita pressa e datas marcadas..é possivel?

    Reply

    • Alexandre

      31/10/2016 at 18:48

      Olá Alex, nós compramos por lá mesmo, estamos sem pressa nenhuma. E não tínhamos nem a passagem de saída do país. Então fique tranquilo que tem muita opção.
      Boa viagem!

      Reply

De sua Pitada...

%d blogueiros gostam disto: